Saiba como a aproximação com os jovens ajuda nos resultados

Existe um grande potencial de captação de alunos do ensino médio para a educação técnica profissional.

Uma pesquisa do Senai mostra que 76% dos jovens brasileiros atribuem à educação técnica grande importância para a conquista do primeiro emprego. E apenas 9% desses jovens optam pela carreira técnica profissional, nas modalidades concomitante ou integrada, quando o jovem ainda está cursando o ensino médio.

Uma instituição de ensino técnico precisa se inserir no ambiente escolar do jovem para se aproximar dele e mostrar como a educação técnica e a qualificação profissional podem expandir sua perspectiva de vida e melhorar suas chances na busca por um emprego.

Por que firmar parcerias?

Parcerias devem ser firmadas entre a escola de ensino regular e a instituição de ensino técnico. Os jovens devem ter contato com palestras e, se possível, com alguma aula prática relacionada à profissão.

Essas ações ajudam na captação de novo alunos, mas, principalmente, na assertividade da escolha da formação técnica ou qualificação profissional.

Isso é importante porque, além de o estudante ter mais conhecimento sobre o cotidiano da profissão, ele dificilmente criará uma expectativa que não corresponda à realidade do curso. O que também diminui as taxas de abandono e evasão.

Dessa forma, todos acabam ganhando. O aluno que teve a oportunidade de conhecer mais de uma profissão e descobriu algo que o interessava profissionalmente, e a instituição de ensino, que tem garantias de que o aluno está feliz com o curso escolhido.

Mas as iniciativas de parcerias não param por aí. Além de estar inseridas no ambiente escolar do jovem, as instituições de ensino devem procurar também empresas locais. Pode ser feita uma parceria para que a mão de obra qualificada na instituição de ensino seja encaminhada para processos seletivos dentro da empresa.

Os alunos também podem fazer visitas monitoradas para entender um pouco mais sobre o ambiente corporativo e as atividades que são realizadas no dia a dia da profissão.

Além de formar nova mão de obra, a instituição de ensino pode fazer parcerias para reciclar os profissionais mais antigos da companhia. Como as relações humanas e as práticas profissionais mudam ao longo dos anos, ainda mais em uma era movida a tecnologia, é muito comum e necessário que as pessoas se atualizem. E poder contar com um parceiro que entenda e atenda suas necessidades é fundamental para uma empresa.

Nesse post falamos sobre a realização de Seminários de Profissões, que são uma alternativa muito bacana para instituições de ensino, empresas e editoras.

Por que estar próximo aos jovens é tão importante?

A aproximação com os jovens é importante não apenas para melhorar as chances de captação, mas também para entender esse público alvo. Saber o que eles pensam, o que querem e o que esperam de uma educação profissionalizante, em termos de conteúdo e qualidade.

O Brasil passa por um momento de reforma no ensino médio porque o modelo educacional aplicado até o momento tem afastado os jovens da escola, principalmente na última etapa da educação básica.

Com as mudanças que serão realizadas com a reforma, a educação técnica profissional será um dos itinerários formativos que poderão ser escolhidos pelos estudantes. E existe um grande potencial para que as matrículas aumentem significativamente.

O Brasil possui mais de 8 milhões de jovens matriculados no ensino médio e 1,8 milhão de matrículas na educação técnica. Desse total, apenas 669 mil são nas modalidades concomitante e integrada, de acordo com o Anuário da Educação de 2017.

Toda a educação brasileira passa por um momento de reflexão. A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a educação infantil e fundamental está em debate nas audiências realizadas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE).

O mesmo acontecerá com o ensino médio quando a BNCC para essa fase da educação for publicada pelo Ministério da Educação (MEC), o que deve acontecer até o fim de 2017. E as instituições de educação técnica, que serão impactadas diretamente pela reforma, devem acompanhar esse processo. Estar perto do aluno faz parte disso, também porque ele é o motivo de todas essas mudanças.

A Somos Ensino Técnico é parceira da sua instituição nesse processo e nossas soluções contribuem para melhorias na educação técnica e profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *