O que é gestão escolar? Conheça 4 aspectos fundamentais

Muitos confundem o conceito de gestão escolar com o de administração escolar. Mas são coisas diferentes.

Enquanto este último é responsável por toda a parte dos recursos materiais e financeiros que a escola precisa para oferecer um ensino de qualidade, o primeiro cuida para que todas as ações, projetos e decisões tomadas estejam em consonância com aquilo que a escola quer para o seu próprio futuro.

É papel do gestor da escola fazer com que todos os setores que atuam dentro da escola se desenvolvam e, também, que estejam com todas as suas necessidades atendidas. Cabe a este profissional gerenciar todos os diferentes departamentos, desde o pedagógico até o financeiro.

O importante é sempre direcionar o olhar para a instituição como um todo, e não somente para o ensino – o que é muito comum de acontecer.

Abaixo, conheça mais sobre cada um dos quatro pilares que regem a gestão escolar.

Gestão administrativa

Falamos um pouco acima sobre a confusão que muitos fazem entre gestão escolar e administração escolar. Na realidade, a gestão administrativa da escola é uma das principais atribuições do gestor escolar.

Nesta área, deve-se garantir o uso correto de todos os recursos físicos, materiais e financeiros da instituição para que o orçamento seja bem direcionado e foque no que realmente importa, que é justamente o ensino de qualidade.

Aqui, é importante ficar atento à manutenção do patrimônio da escola, ao controle das finanças, aperfeiçoamento dos serviços adjacentes ao ensino, como a secretaria, entre outras funções.

Gestão financeira

Mais do que controlar as finanças da escola, a gestão financeira cuida de todo o orçamento da instituição, analisa as entradas e saídas de caixa, identifica oportunidades e toma as melhores decisões com base nos dados que tem disponíveis.

Quando bem executada, a gestão financeira de uma escola consegue controlar até mesmo a inadimplência dos alunos, evitando situações mais complicadas, e antecipa decisões importantes para manter a instituição de ensino como um modelo de negócio rentável e sustentável.

Muitas vezes, escolas lançam mão de softwares de gestão financeira para auxiliar nessas tarefas – o que é um dos principais benefícios de se utilizar a tecnologia no dia a dia das instituições de ensino.

Gestão pedagógica

A gestão pedagógica é muito marcada por ser a base de uma instituição de ensino. Nela, definem-se as diretrizes de ensino, a abordagem educacional, metas a serem traçadas – e alcançadas – no curto, médio ou longo prazo, além do conteúdo das grades curriculares e parte do próprio calendário escolar.

Aqui, também é importante estar sempre atento ao desenvolvimento dos alunos e também dos professores. Por isso, muitas escolas estimulam que seus profissionais continuem sempre estudando e se atualizando – a chamada formação continuada – e garantindo que os alunos também estão recebendo toda a atenção necessária.

Gestão de eficiência

Gerenciar o próprio tempo é uma tarefa extremamente complicada para muitos profissionais. Só que para um gestor de escola, ela é mais que fundamental para garantir que tudo estará sempre dentro dos conformes.

Fazer uma gestão eficiente do tempo, porém, lançando mão de recursos tecnológicos para ajudar e evitando atrasos ou erros de planejamento é um desafio e tanto.

Além disso, o gestor também deve estabelecer prioridades para suas atividades e para a própria instituição. Por exemplo: observando o cenário, qual ação é mais urgente ou qual oportunidade a escola tem para conseguir avançar um pouco mais em suas metas estabelecidas?

Essas perguntas são somente algumas das que fazem parte do dia a dia deste profissional.